Anticorpos monoclonais falham contra COVID-19

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos!

Anticorpos monoclonais falham contra COVID-19

Anticorpos monoclonais falham contra COVID-19. Continue a leitura para saber a causa e o que pode ser feito para reverter a situação.

Durante o primeiro ano da Pandemia da COVID-19, em 2020, não havia nenhum medicamento que pudéssemos usar para tratar indivíduos com a doença.

Em meio a essa situação calamitosa, a terapia com anticorpos monoclonais (mAb) mostrou ser bastante eficaz, no qual tratou com sucesso milhões de pacientes nos últimos dois anos.

No entanto, atualmente este resultado não é mais possível.

Isso se deve pela mutação do vírus, que desencadeou o surgimento das novas variantes e subvariantes, como a Omicron.

A Food and Drugs Administration (FDA) já revogou a autorização do uso de anticorpo monoclonal contra a COVID-19. No final de 2022, o bebtelovimab foi o ultimo medicamento a ser retirado do mercado.

O bebtelovimab é um anticorpo monoclonal IgG1 humano neutralizante recombinante (mAb) para a proteína spike do SARS-CoV-2. É justamente esta proteína a que mais apresenta mutações.

Contudo, este tipo de terapia é essencial para milhões de pacientes com distúrbios do sistema imunológico, no qual correm altos riscos de infecção por causa do seu corpo não responder bem às vacinas.

Por exemplo, medicamentos imunossupressores usados para tratar pacientes com câncer e receptores de transplante de órgãos os impedem de levar uma vida normal por medo da COVID-19.

Além do mais, pacientes com certas comorbidades, como problemas cardíacos, não podem tomar o Paxlovid (medicamento antiviral), pois possui interações negativas com seus outros medicamentos.

Testes acelerados

É urgente o desenvolvimento de novos mAbs que sejam efetivos contra as novas variantes, e de forma rápida.

Nesse sentido, muitos cientistas apoiam um método de teste acelerado co-organizado pelo FDA e pela Agência Europeia de Medicamentos.

Além do mais, a eficácia de um novo mAb pode agora ser determinada sem fazer uma pesquisa humana extensa. Basta demonstrar que tem ação antiviral.

De acordo com analistas da indústria, esses procedimentos acelerados podem produzir novos mAbs para uso do público em geral em três a cinco meses, quando combinados com testes humanos curtos para descartar problemas de segurança e modelagem de computador para estabelecer dosagens corretas.

Gostou do artigo “Anticorpos monoclonais falham contra COVID-19”? Clique aqui para ler outros artigos tão interessantes como este.

Outros Artigos

biologia-o-que-mais-cai-no-enem.
Atualidades

Biologia o que mais cai no ENEM?

Biologia no Enem é um tema bastante amplo e possui um peso significativo na prova e merece total atenção. Descubra como gabaritar aqui!

Derivadas é a análise de taxas de variação. Quando calculamos a derivada de uma função em um ponto específico
Engenharias

Derivadas: Pontos críticos

Derivadas é a análise de taxas de variação. Quando calculamos a derivada de uma função em um ponto específico.

Legal

® 2021-2024 Meu Guru | 42.269.770/0001-84 • Todos os direitos reservados

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos!