Arduino: Guia para iniciantes

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos!

Introdução

Nos últimos anos, a revolução tecnológica tem proporcionado um acesso cada vez mais amplo e acessível a ferramentas que permitem a exploração criativa e educacional no campo da eletrônica e da programação. Portanto, diante deste fato, o tema de hoje será: Arduino: guia para iniciantes. Ensinaremos você a como trabalhar com essa tecnologia.

Assim, nesse contexto, o Arduino se destaca como uma plataforma versátil e amigável que tem conquistado a imaginação de entusiastas, estudantes e makers ao redor do mundo. Este guia introdutório visa desvendar as bases do Arduino, desde os conceitos fundamentais até as práticas mais avançadas, oferecendo aos iniciantes a oportunidade de mergulhar nesse emocionante universo. Neste artigo, veremos um guia de arduino para iniciantes no mundo maker.

Assim, ao longo deste artigo, exploraremos os conceitos essenciais que permeiam a plataforma Arduino, fornecendo um entendimento sólido para quem está começando nessa jornada. 

Você compreenderá desde a anatomia de uma placa Arduino até os princípios básicos de programação. Onde passará por projetos práticos que ilustram as possibilidades infinitas que o Arduino oferece. Além de você ser conduzido passo a passo por um aprendizado gradual e envolvente.

Independentemente de sua experiência prévia em eletrônica ou programação, este guia tem como objetivo fornecer os alicerces necessários para que qualquer um possa dar os primeiros passos com confiança no mundo do Arduino. 

Seja você um entusiasta curioso, um estudante ávido por conhecimento ou um aspirante a inventor, este guia lhe oferecerá a base para explorar, experimentar e criar com a emocionante plataforma Arduino, portanto, mãos a obra!

Guia de Arduino para iniciantes: Conhecendo o Arduino Uno

O Arduino Uno, como já tratado em um post anterior, é a placa de desenvolvimento mais utilizada.
Vale a pena recapitular que:

O Arduino Uno, foi lançado em 2009 e suas características marcantes são: a interface amigável e a flexibilidade, que fizeram com que ele abrisse as portas para uma nova era de inovação DIY. Todavia, até hoje, o seu legado perdura, inspirando a criatividade e impulsionando a revolução maker em todo o mundo.

Abaixo, estão listadas algumas características do Arduino uno.

  1. Microcontrolador: O Arduino Uno é baseado no microcontrolador ATMega328P da Microchip. Portanto, é um chip de baixo consumo de energia com uma capacidade de processamento adequada para projetos iniciantes e intermediários.
  2. Entradas/Saídas Digitais: Possui 14 pinos digitais de entrada/saída, onde 6 deles podem ser usados como saídas PWM (modulação por largura de pulso) para controle de dispositivos como motores e LEDs.
  3. Entradas Analógicas: Possui 6 entradas analógicas que permitem a leitura de sinais analógicos, como sensores de temperatura e luz.
  4. Clock e Velocidade de Processamento: O ATMega328P opera a uma velocidade de clock de 16 MHz, permitindo uma boa velocidade de processamento para tarefas básicas.
  5. Memória: Possui 32 KB de memória Flash para armazenamento de código. Além dos 2 KB de SRAM para armazenamento de dados em tempo de execução e 1 KB de EEPROM para armazenamento não volátil de dados.
  6. Conectividade USB: Vem com uma porta USB que permite a comunicação com o computador, além de fornecer alimentação para a placa.
  7. Regulador de Tensão: Permite a alimentação da placa com uma faixa de tensão de 5V a 12V (recomendado) ou até 20V (máximo).
  8. LEDs Indicadores: Possui LEDs indicadores para alimentação e comunicação, que ajudam a verificar o estado da placa.
  9. Botão de Reset: Inclui um botão de reset para reiniciar o programa em execução.

Guia de Arduino para iniciantes: Fazendo montagem 

Neste artigo, iremos fazer um pisca pisca com um LED, mas, em projetos futuros, poderemos fazer coisas mais elaboradas.

Contudo, o propósito inicial é ser um guia para iniciantes, a fim de ambientar-se com essa tecnologia.

Diante disso, para que esse projeto seja mais um caso de sucesso, você precisará de:

  • Um resistor de 100 Ohm
  • Um Led
  • Uma protoboard
  • jumpers
  • Um Arduino Uno

Contudo, a conexão é bem simples, pois, no terminal mais comprido do led, conectamos no pino 4 do arduino. O outro terminal do LED será conectado ao GND do arduino através de um resistor de 100 Ohm. 

Guia de arduino para iniciantes: esquema elétrico do pisca pisca
Esquema elétrico do pisca pisca. Fonte: Autoria própria.

Guia de Arduino para iniciantes: Primeiro código

O código para esse projeto é muito simples. Definimos o pino que ativará o led com pino 4. Em seguida, definimos esse pino como um pino de saída, já que não iremos ler nada com ele, apenas mandar um sinal de saída. Por fim, usamos a função digitalWrite para acender ou apagar o led usando os parâmetros HIGH e LOW, respectivamente.

// C++ code

//

int LED = 4;

void setup()

{

  pinMode(LED, OUTPUT);

}

void loop()

{

  digitalWrite(LED, HIGH);

  delay(1000); // Wait for 1000 millisecond(s)

  digitalWrite(LED, LOW);

  delay(1000); // Wait for 1000 millisecond(s)

}

Guia de Arduino para iniciantes: Carregando o código na placa

Na IDE do arduino, basta selecionar a placa certa, conectar a placa com o cabo na porta usb e carregar o código na placa. Portanto, após o carregamento concluir, será possível observar o led acendendo e apagando com um delay de 1 segundo(1000 milissegundos).

Leia também: Como funciona o LED?

Conclusão

Em suma, entendemos como usar um Arduino uno de forma fácil. Todavia, esse geralmente é o “Olá mundo” para quem inicia o desenvolvimento com arduino e adere à cultura maker. Assim, tenho certeza que a partir desse tutorial, é possível fazer projetos bem mais complexos. Por exemplo, podemos fazer o controle de múltiplos leds, motores, sirenes e mais.

Portanto, caso você tenha interesse em algum projeto específico, ficarei feliz em ler seu comentário e postar o projeto por aqui!

Ah sim, quer saber mais sobre as novidades científicas e ficar antenado sobre tecnologia? Acesse o nosso blog e não se esqueça de compartilhar, hein?

Até logo! 

Outros Artigos

biologia-o-que-mais-cai-no-enem.
Atualidades

Biologia o que mais cai no ENEM?

Biologia no Enem é um tema bastante amplo e possui um peso significativo na prova e merece total atenção. Descubra como gabaritar aqui!

Derivadas é a análise de taxas de variação. Quando calculamos a derivada de uma função em um ponto específico
Engenharias

Derivadas: Pontos críticos

Derivadas é a análise de taxas de variação. Quando calculamos a derivada de uma função em um ponto específico.

Legal

® 2021-2024 Meu Guru | 42.269.770/0001-84 • Todos os direitos reservados

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos!