Como conviver com a Doença de Alzheimer?

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos!

Heu Gurunauta,tudo bem com você? Tenho ceteza que se você chegou até aqui é porque quer saber como conviver com a doença de Alzheimer, não é? Ou ainda quer aprender a lidar com essa doença para ajudar um familiar querido não é mesmo?

Como conviver com a Doença de Alzheimer?

A Doença de Alzheimer é considerada uma das mais perigosas, pois o seu início é silencioso e confunde-se com um pequeno esquecimento que mais tarde acaba por ser diagnosticado como uma perda de memória abrupta.

Para tanto, considera-se que a consulta com o Neurologista ao início dos sintomas é um fator importante para o fechamento do diagnóstico relacionado a doença em questão.

Atente-se aos sinais

Esquecimento pode ser mais do que um lapso de memória ao tornar-se corriqueiro na vida de pessoas idosas, portanto, atente-se!

Outro ponto a se ressaltar é a perda das capacidades de realização das tarefas, pois com a evolução da doença a tendencia é que tarefas dadas como de fácil realização tornem-se de difícil execução.

O que fazer ao notar esses sinais?

Como conviver com a Doença de Alzheimer?
Consulte um médico!

Ao marcar uma consulta de rotina para o idoso em questão, entende-se que você está preocupado e com isso, os laços de afetividade serão mais concretos.

Outra coisa a se fazer é acompanhar o seu vovô ou vovó ao médico, pois é bom que o doutor ouça ambas as partes, afinal, a vivência do cuidador é tudo!

Além disso, faça um diário e esteja atento aos sintomas abaixo:

  • Mudanças repentinas de humor
  • Desmaios, sonolência excessiva;
  • Esquecimentos constantes
  • Dificuldade na realização de tarefas corriqueiras e simples
  • Aumento no número de quedas
  • Diminuição da atenção ao realizar dupla tarefa.

Meu ente querido foi diagnosticado e agora?

Bem, parte-se do princípio que os pais e avós cuidam dos filhos para que tenham uma boa qualidade de vida e liberdade quanto a economia e aos estudos.

Porém ao receber o diagnóstico do Alzheimer, muitos fatos passarão a ser modificados de tal forma a intensificar as atividades relacionadas a vida do idoso.

Sendo assim:

  • O estímulo as atividades será de grande importância;
  • A realização de jogos e palavras cruzadas será uma das atividades inseridas no cotidiano do idoso;
  • A estimulação quanto a memória recente será contínua
  • O amor e a compreensão serão presentes, pois, quanto mais se entende um idoso, mais respeito você terá dele e com ele;
  • Promover uma velhice confortável através da integração com o mundo;
  • Proporcionar experiências novas, como por exemplo: saídas ao parque, às compras, visitar parentes entre outros.

Como conviver com a Doença de Alzheimer?
Paciência é primordial para a compreensão da doença!

Just a Little pacience…. (tenho certeza que você resgatrou da sua memória aquela música do Guns and Roses, não é?).

E se eu te disser que eu acabei de estimular a sua memória, você acreditaria nisso?

Bem, com relação ao idoso com Alzheimer o que tem de ser feito baseia-se na estimulação da memória e dos cuidados, mas para isso, você terá de ter paciência, pois, é uma tarefa linda, porém trabalhosa.

Algumas vovós e vovôs têm a questão do pudor, que nada mais é do que um aspecto cultural da época em que eram jovens e diz muito sobre o RESPEITO!

Portanto não sinta-se intimidado se você estimular o seu avô a tomar banho e ele lhe retribuir com um palavrão, ou ainda com a frase: Vou chamar a polícia, quem é você? Pois isso é normal!

Leve o diagnóstico de forma tranquila e coerente, pois, precisarão da sua força, do seu carinho e da sua capacidade em aprender coisas novas e suportar desafios, portanto, mãos a obra e vamos ao último tópico:

Como eu arrumo a casa?

Quando falamos de idosos com Alzheimer, adaptações são bem vindas!

Dentre essas adaptações, as mais utilizadas são:

  • Colocação de um calendário com letras grandes a fim de ilustrar os dias da semana e orientar;
  • Adaptação do banheiro, através da colocação de barras de segurança no box, a fim de evitar quedas;
  • A exclusão dos tapetes de banheiro, capachos entre outros devido ao alto risco de quedas;
  • Instalação de um relógio em um local estratégico da casa para que o idoso se oriente quanto as horas.

Bem, é isso! Espero ter ajudado com essa questão, pois sei que não é fácil.

Minha avó teve Alzheimer e sei bem como é, então, aí vai a minha última e melhor dica:

Aproveite os seu avós o máximo que você puder. Ame! Esteja ao lado sempre que precisarem e seja presente, pois o maior presente para eles é a sua felicidade compartilhada por meio de ações e memórias que eles deixarão à você.

Hoje, posso dizer que aproveitei o tempo em que minha avó esteve por aqui, então te desejo o mesmo! Aproveite, pois a vida é curta e tudo o que se leva são apenas lembranças de dias melhores e que não serão esquecidos…

Beijo da Guru e até amanhã!

Outros Artigos

Reprodução-das-Plantas
Biológicas

Reprodução das Plantas

Você sabe como funciona o processo de reprodução das plantas? Qual a sua importância e o porquê de acontecer? Clique aqui e saiba mais.

Legal

® 2021-2024 Meu Guru | 42.269.770/0001-84 • Todos os direitos reservados

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos!