Dicionários em Python: o guia para começar

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos!

Dicionários em Python são estruturas extremamente interessantes e que podem facilitar muito a sua vida na hora de programar gurunauta. Certamente, quando estamos desenvolvend algum código, muitas vezes, é necessário que tenhamos em mente o conhecimento de algumas estruturas que podem fazer com que processos, usualmente extensivos, sejam postos em poucas linhas. Em particular, no contexto do Python, vemos que dicionários são uma dessas estruturas que podem fazer com que você solucione problemas mais eficientemente e programe muito melhor do que já faz.

Então, tendo isso em vista, nós da MeuGuru viémos com esse texto elaborar para você gurunauta, um tutorial sobre como começar a utilizar dicionários em Python. De fato, nosso objetivo aqui é te apresentar o que é essa estrutura, suas principais funcionalidades e ainda te mostraremos uma aplicação prática do seu uso. Portanto, vem com a gente que nesse artigo faremos com que você definitivamente possa começar a caminha em Python com o emprego de dicionários a sua disposição.

Apresentando os dicionários em Python

Para início de conversa, é necessário que você conheça o que são dicionários em Python, nesse sentido, vamos introduzi-los a seguir. Em suma, dicionários são estruturas de dados que permitem que você consiga armazenar elementos como: strings, listas, tuplas , outros dicionários inclusive, seguindo um esquema de chave-valor. Consequentemente, isso implica que cada elemento num dicionários está associado a uma chave, cujo função é permitir a você acessar o valor do dicionário naquela posição.

Ou seja, basicamente dicionários em Python podem ser compreendidos como tabelas de consultas, em que as chaves permitem a você consultar o elemento que associa-se a ela. Veja o código a seguir que vamos exemplificar na prática como criar um dicionário.

Criação de um dicionário em Python.

Observe que, definimos cada elemento em forma de um par assim como mencionamos acima que é a estrutura do dicionário. Consequentemente, a possibilidade de armazenar dados em dicionários dessa forma é extremamente útil e abre margem para implementarmos diversas soluções. Entretanto, para isso é importante, muito mais do que conhecer o que são dicionários, também ter em mente as funcionalidades do próprio Python sobre as quais permitem que nós manipulemos dados de dicionários de forma eficiente. Na seção seguinte exploraremos algumas dessas funcionalidades.

Principais funções para uso de dicionários

Tendo em vista que já apresentamos o que são os dicionários é importante então conhecermos alguns recursos como funções e métodos que podem ser usados neles. Sendo assim, é válido que tenhamos em mente algumas das suas cacracterísticas que são

  • Chaves únicas: Cada chave em um dicionário é única, o que significa que não pode haver duplicatas. Por conseguinte, adicionar novas chaves atualiza o valor associado a ela.
  • Estrutura mutável: Os dicionários são estruturas de dados mutáveis, o que significa que você pode adicionar, modificar ou remover elementos após a criação do dicionário.
  • Tipos de dados válidos: As chaves de um dicionário podem ser de qualquer tipo imutável, como strings, números inteiros ou tuplas. Por outro lado, os valores podem ser de qualquer tipo de dado como já mencionamos.
  • Não ordenado: Os dicionários em Python não mantêm uma ordem específica para os elementos. Ou seja, o acesso é feito unicamente por meio da relação chave-valor.

Manipulando dicionários: Primeiros passos

Nosso foco será te apresentar agora alguns métodos e funções elementares em dicionários, para tanto, considere o dicionário que definimos anteriormente como referência. Consequentemente, temos as seguintes funcionalidades.

  • (Acesso a valor via chave). Para acessar um valor você precisa da chave correspondente esse acesso é feito: dicionario[“chave 1”] tendo como resposta o valor associado.
  • (Modificação de valor). Com efeito, podemos fazer, por exemplo, dicionario[“chave 1”] = “MeuGuru” que modifica o valor de “valor 1” para a string “MeuGuru”.
  • (Adicionar novo par chave-valor). Caso não exista uma chave é possível adicionar uma nova simplesmente fazendo dicionario[“chave 4”] = “valor 4”.
  • (Removendo um par chave-valor). Por outro lado, também é possível remover um par chave-valor, isso é feito pelo comando del, por exemplo: del dicionario[“chave 2”]

Primeiros métodos para dicionários

Agora, com os comandos básicos em mente vamos ver alguns métodos importantes. Com efeito, esses são.

  • (Obter chaves do dicionario). Para obter as chaves do seu dicionário basta usar o método dicionario.keys(). Por conseguinte, você terá como saída uma lista contendo todas as chaves.
  • (Obter valores do dicionario). Uma vez que, é possível obter as chaves do dicionário também é possível obter os valores. Para tanto, basta você usar o método dicionario.values(). Por conseguinte, você terá como saída uma lista contendo todos os valores.
  • (Obter os pares chave-valor). Ademais, você pode ainda obter os pares chave-valor com um único método que é o .items(). Assim, ao dicionario.items() tem como saída os pares em formato de tuplas.
  • (Medir um dicionário). De igual forma as listas, dicionários também possuem tamanho sendo esse mensurado pela função len(). Portanto, fazer len(dicionario) retorna a quantidade de itens (pares chave-valor) do mesmo.

Outros métodos para dicionários em Python

Certamente, há outras funcionalidades do tipo métodos para dicionários que são interessantes. Ademais, esses métodos podem ser um pouco mais específicos mas muito úteis para situações específicas, nesse sentido vamos a eles.

  • (Retornar valor). Além do que já mostramos, é possível ainda retornar valores com um método que é o get. Ou seja, dicionario.get(“chave 1”) retorna o valor que associa-se a chave 1. Por outro lado, se a chave não existir é retornado um aviso, logo, esse método pode ser útil caso precise procurar um elemento em um banco de dados muito grande.
  • (Remover e retornar valor). O método pop atua de forma a remover um dado valor do dicionário e ainda retorna, como saída, a chave associada e usa-se como dicionario.pop(“chave 2”) por exemplo.
  • (Atualizar dicionário). Certamente, é possível que você consiga atualizar um dicionário com chave-valor de outro dicionário usando o método update que é aplicado da seguinte forma dicionario.update({“chave 2”: “novo valor 2”, “chave 3”: “novo valor 3”}).
  • (Verificar e adicionar). De fato, esse método é muito poderoso e já me ajudou muitas vezes. Uma vez que temos um dicionário é possível empregar o método setdefault que retorna o valor associado à chave especificada e insere a chave se não existir um exemplo de uso é dicionario.setdefault(“chave”, “valor_padrao”)
  • (Novo dicioário). As vezes, em suas aplicações será útil ter um novo dicionário e isso pode ser feito de forma fácil usando um método iterável from keys(), por exemplo: dicionario = dict.fromkeys([“chave1”, “chave2”, “chave3”], “valor_padrao”) cria um novo dicionário com três chaves e o valor valor_padrao para elas.
  • (Extensão do pop). O método popitem() realiza mesma ação que o .pop(), porém aplicado ao item do dicionário.

Implementando uma código simples com uso de dicionários em Python

Agora, tendo em vista que perpassamos boa parte dos principais comandos, métodos e funcionalidades dos dicionários vamos te mostrar uma implementação simples que revela como dicionários podem ser úteis em Python. Com efeito, nesse código usaremos o dicionário como armazenador de votos de filmes, em que as chaves serão os nomes dos filmes e os valores a quantidade de votos de cada um.

Então, faremos uma função chamada adicionar_votos(filme) que recebe fime como parâmetro, verifica se o filme passado consta no dicionário, caso não conste, então ela adiciona o filme no dicionário e atribui o valor 1 de um voto. Por outro lado, caso o filme conste ela apenas adiciona mais uma unidade no valor do filme. Veja só o código e a saída feita abaixo para uma simulação bem simples.

programa com dicionarios em python.

Referências

  • MATTHES, Eric. Python Crash Course. 2. ed. São Paulo: No Starch Press, 2019.
  • RAMALHO, Luciano. Fluent Python. Sebastopol: O’Reilly Media, 2015.
  • PYTHON. Documentação oficial do Python. Disponível em: https://docs.python.org/3/. Acesso em: 15 de abril. 2024.
  • REAL PYTHON. Disponível em: https://realpython.com/. Acesso em: 15 de abril. 2024..
  • SCHAFFER, Corey. Corey Schafer’s Python Tutorials. Disponível em: https://youtube.com/playlist?list=PL-osiE80TeTt2d9bfVyTiXJA-UTHn6WwU. Acesso em: 15 de abril. 2024.

Outros Artigos

Reprodução-das-Plantas
Biológicas

Reprodução das Plantas

Você sabe como funciona o processo de reprodução das plantas? Qual a sua importância e o porquê de acontecer? Clique aqui e saiba mais.

Legal

® 2021-2024 Meu Guru | 42.269.770/0001-84 • Todos os direitos reservados

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos!