Drogas inovadoras contra obesidade

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos!

Drogas inovadoras contra obesidade

A obesidade é um grave problema mundial. Saiba mais sobre as drogas inovadoras contra a obesidade que promete revolucionar a perda de peso.

A obesidade mundial triplicou desde 1975. Esta condição provoca o aumento de riscos a saúde destas pessoas, como o desenvolvimento do Diabetes tipo 2, doenças cardíacas e cânceres.

Organizações de Saúde, como a OMS, recomendam dietas mais saudáveis e atividade física para reduzir a obesidade. No entanto, muitas vezes não são suficientes.

Pela primeira vez, os cientistas conseguiram utilizar medicamentos parar diminuir o peso com segurança.

Os pesquisadores afiliados à empresa farmacêutica Novo Nordisk divulgaram os resultados de um teste de drogas na conferência ObesityWeek, que ocorreu no final de 2022 em San Diego, Califórnia.

Segundo o médico-cientista Matthias Tschöp, executivo-chefe da Helmholtz Munique, na Alemanha, é ‘o’ avanço transformador.

Trata-se do semaglutido, um promissor medicamento anti-obesidade em adolescentes, um grupo que é notoriamente resistente a esse tratamento.

Os resultados foram empolgantes. Uma injeção semanal por quase 16 meses, somadas a algumas mudanças no estilo de vida, reduziu pelo menos 20% do peso corporal em mais de um terço dos participantes. Além disso, já havia apresentado resultados igualmente satisfatórios em adultos.

Como se já não fosse o bastante, uma nova droga tem se mostrado ainda mais eficaz: a tirzepatida.

Os níveis de perda de peso após o tratamento com tirzepatida se aproximam dos alcançados por método cirúrgico (bariátrica). Este procedimento reduz o peso corporal em 30% ou mais após seis meses, e a perda de peso continua pelos próximos um ou dois anos.

Como funciona o semaglutido e tirzepatida?

As novas drogas imitam os hormônios fisiológicos GLP-1 e GIP, conhecidos como incretinas, que induzem a produção de insulina, reduzem a glicose no sangue e o apetite.

Inicialmente, alguns medicamentos foram aprovados para o tratamento de diabetes tipo 2, porém, foi observado que os participantes também perderam peso.

Posteriormente, foi descoberto que este efeito é ocasionado pelo GLP-1 sobre os receptores no cérebro e intestino, o que controla o apetite e retardam a digestão, respectivamente.

A semaglutido imita apenas o GLP-1, enquanto a tirzepatida a GLP-1 e GIP. Ainda não está claro porque imitar ambos os hormônios funciona melhor do que um.

Contudo, as hipóteses mais aceitas é de que a tirzepatida pode ser um ativador mais potente do receptor de GLP-1, e que o GIP pode ajudar a tornar os efeitos colaterais do GLP-1 mais toleráveis, permitindo doses mais altas. Também é possível que o GIP possa levar a alguma perda de peso por conta própria.

Gostou do artigo sobre as drogas inovadoras contra a obesidade? Clique aqui e confira outros textos tão interessantes como este.

Outros Artigos

biologia-o-que-mais-cai-no-enem.
Atualidades

Biologia o que mais cai no ENEM?

Biologia no Enem é um tema bastante amplo e possui um peso significativo na prova e merece total atenção. Descubra como gabaritar aqui!

Derivadas é a análise de taxas de variação. Quando calculamos a derivada de uma função em um ponto específico
Engenharias

Derivadas: Pontos críticos

Derivadas é a análise de taxas de variação. Quando calculamos a derivada de uma função em um ponto específico.

Legal

® 2021-2024 Meu Guru | 42.269.770/0001-84 • Todos os direitos reservados

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos!