Ensaios Não Destrutivos: Os Principais Ensaios

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos!

Ensaios não destrutivos

Os ensaios não destrutivos se aplicam a peças ou produtos prontos, já que não comprometem o material. Estruturas metálicas, tubulações e conexões soldadas são algumas das aplicações destes ensaios, que permitem a detecção de descontinuidades.

Porosidade, trincas, mordeduras e vazios são exemplos de descontinuidades que podem ser detectadas superficial ou internamente por ensaios não destrutivos.

Os ensaios não destrutivos mais comuns incluem a inspeção visual, o ensaio por líquidos penetrantes, o ensaio por partículas magnéticas, ensaio por ultrassom e ensaio por raios X.

Inspeção Visual

Esta é uma técnica aplicada isoladamente ou de maneira complementar com outros ensaios. Consiste em se examinar visualmente a superfície do material por meio de dispositivo de ampliação, ou não, para se detectar descontinuidades.

Dispositivos como as lupas permitem maiores ampliações, podendo se notar trincas e poros de determinados tamanhos sob uma luz apropriada. É um ensaio de baixo custo, porém muito limitado e muito dependente do operador.

Ensaio por Líquidos Penetrantes

Este ensaio utiliza um líquido colorido ou fluorecente que penetra superficialmente na peça por capilaridade. Após a remoção do excesso e aplicação de um pó revelador, há a exposição das descontinuidades superficiais.

Este ensaio não destrutivo expõe descontinuidades menores do que a inspeção visual, sendo vantajoso na inspeção de soldas. há certas limitações no tipo de material que pode passar por este ensaio, já que a porosidade deste comprometa nos resultados.

Ensaio por Partículas Magnéticas

Este ensaio também busca expor descontinuidades superficiais em produtos metálicos, porém por meio de limalhas de ferro ao invés de líquidos. O ensaio ocorre magnetizando o produto e se espalhando limalhas de ferro sobre sua superfície, já que as limalhas de ferro são atraídas pelas descontinuidades que geram um campo magnético irregular.

Somente materiais ferromagnéticos passam por este ensaio, além de que a desmagnetização pode ser problemática em alguns produtos.

Ensaio por Ultrassom e por Raios X

Estes dois ensaios buscam expor descontinuidades internas do produto ao invés de descontinuidades superficiais e subsuperficiais. É possível alcançar este resultado ao aplicar uma onda (ultrassônica ou radiação) sobre o produto e examinar o espectro.

Outros Artigos

Reprodução-das-Plantas
Biológicas

Reprodução das Plantas

Você sabe como funciona o processo de reprodução das plantas? Qual a sua importância e o porquê de acontecer? Clique aqui e saiba mais.

Legal

® 2021-2024 Meu Guru | 42.269.770/0001-84 • Todos os direitos reservados

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos!