Farmacopeia Brasileira:

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos!

Venha por meio deste post entender o que é de fato a farmacopeia brasileira e como ela é importante para a farmácia de nosso país.

Farmacopeia Brasileira
Farmacopeia Brasileira. Fonte: Tumblr.

História da Farmacopeia Brasileira:

Esse livro tão importante teve sua primeira versão oficializada pelo governo federal em novembro de 1926 por meio de agosto de 1929. Desse modo, é função da ANVISA- Agência Nacional de Vigilância Sanitária realizar a revisão e atualização da Farmacopeia.

Isso se determina, pelo fato de que a ocorreu nomeações para que a CBF e tantos outros comitês realizassem o fornecimento de subsídios de áreas muito especificas, as quais são responsáveis pelo conhecimento.

Desse modo, a Farmacopeia Brasileira tem uso nos mais diversos segmentos, seja na área de farmácia, área de bioquímica ou também atrelado a biomedicina. Já que ela é essencial para o conhecimento desses profissionais.

É primordial, que ocorra a viabilidade e elucidação desses livros tão importantes, sendo muito necessário a sua aplicação em contextos de aplicabilidade dessas profissões necessárias a sociedade.

Objetivos da Farmacopeia Brasileira:

A Farmacopeia se define como sendo o código oficial do farmacêutico, ou seja é esse que se deve seguir.

Por meio disso, a principal função da Farmacopeia Brasileira se define como sendo a de estabelecimento de requisitos de teor mínimo para que ocorra a qualidade dos medicamentos. Mediante a isso, pode-se ocorrer a viabilidade de formas farmacêuticas.

Conteúdo e divisão:

Volume 1:

Basicamente, há os diversos volumes que a Farmacopeia brasileira possui, sendo que no primeiro volume ocorre a abordagem de métodos gerais os quais se determinam por ser um livro que conta com mais de 550 paginas.

Desse modo, a abordagem se baseia em étodos físicos e físico-químicos; métodos químicos; métodos de farmacognosia; métodos biológicos.

Pode-se visualizar também os ensaios biológicos e microbiológicos; métodos imunoquímicos; e métodos físicos aplicados a materiais cirúrgicos e hospitalares.

Além disso, temos que fala-se sobre medicamentos e correlatos; preparação de produtos estéreis; procedimentos estatísticos aplicáveis aos ensaios biológicos; radiofármacos.

Ocorre também a definição de equivalência farmacêutica e bioequivalência de medicamentos; água para uso farmacêutico; substâncias químicas de referência; substâncias corantes; e reagentes.

Há ainda nessa parte cerca de quatro anexos como a definição e elucidação da tabela periódica dos elementos químicos; unidades do Sistema Internacional usadas na Farmacopeia

E, ocorre ainda as determinadas equivalências por meio de outras unidades as quais utilizam de solventes para cromatografia e também se definem por utilização de alcoometria.

Volume 2:

Com a utilização de cerca de 900 páginas, tem-se várias monografias que são utilizadas como meio de informação para se validar as caracteristicas, descrições.

Aliado a utilização e identificação, aliado aos ensaios de pureza, testes de segurança biológica, doseamento, embalagem e armazenamento, rotulagem.

Valores:

O preço dos dois volumes nesse momento de consulta varia por cerca de R$ 890 (volumes 1 + 2). Sendo que a fonte verificada e de menor preço foi o site Submarino.

Disponibilização da Farmacopeia Brasileira Online:

https://www2.fcfar.unesp.br/Home/Instituicao/Departamentos/principiosativosnaturaisetoxicologianovo/farmacognosia/farmacopeia-6-edicao.pdf

Meu Guru:

Venha saber mais sobre outros assuntos da área de biológicas e bioquímica por meio do link: https://blog.meuguru.net/resfriado/

https://blog.meuguru.net/resposta-fisiologica/

Outros Artigos

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos!

contato@meuguru.com

CNPJ 42.269.770/0001-84

Nos siga nas redes!