Infarto e Choque: Saiba a diferença

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos!

A patologia, descrita como o ramo da ciência da saúde que estuda as alterações no corpo humano decorrentes de alguma doença. Desse modo, o desequilíbrio na homeostase é causada devido a alterações a nível celular. Sendo assim, a patologia nos permite compreender as modificações presentes em tecidos, órgãos, sistemas e líquidos presentes no organismo. Portanto, exige um bom conhecimento em anatomia, fisiologia, bioquímica e farmacologia, visto que é uma área multidisciplinar. Logo, nesse artigo veremos mais sobre a diferença entre o infarto e o choque que ocorrem em nosso organismo.

Conceito de infarto

Caracterizada como uma área de necrose isquêmica causada pela oclusão do suprimento arterial ou da drenagem venosa de um determinado tecido. Sendo assim, quase 99% dos infartos resultam de eventos trombóticos ou embólicos, e quase todos se devem à oclusão arterial. Contudo, apesar de trombos venosos poderem causar infartos, eles induzem, com mais frequência, obstrução venosa e congestão.

Tipos de infarto

Acerca do conhecimento do infarto, veremos a seguir, mais detalhes, sobre os tipos existentes.

Infarto vermelho ou hemorrágico

Caracterizado pela permanência do sangue no local no momento da obstrução arterial. Desse modo, pode ainda ocorrer oclusão de veias, ocasionando também a permanência de sangue no local. Portanto, esse tipo é comum em tecidos frouxos (por exemplo, o pulmão), onde o extravasamento sanguíneo é facilitado.

Brancos ou isquêmicos

Ocorre tumefação e palidez local. Portanto, o infarto isquêmico é comum no tecido cardíaco (por exemplo, infarto do miocárdio).

Sépticos

Sua presença, ocorre quando vegetações bacterianas de uma válvula cardíaca embolizam ou quando micro-organismos colonizam uma área de tecido necrótico.

Fatores que influenciam no surgimento do infarto

Natureza do suprimento vascular

A disponibilidade de um suprimento alternativo de sangue é o principal fator a determinar se a oclusão de um vaso causará danos ou não.

Velocidade de desenvolvimento da oclusão

O desenvolvimento do infarto é menos provável quando oclusões evoluem com lentidão, pois há oportunidade para o desenvolvimento de uma perfusão alternativa.

Vulnerabilidade a hipóxia

A suscetibilidade de um tecido à hipóxia influencia no desenvolvimento do infarto. Neurônios (3 a 4 minutos), células miocárdicas (20 a 30 minutos).

Conceito de Choque

É a via final comum de diversos eventos clínicos potencialmente fatais. Desse modo, inclui hemorragias graves, trauma ou queimaduras extensas, infarto do miocárdio extenso, embolia pulmonar maciça e septicemia bacteriana. Sendo assim, independentemente da patologia, o choque causa hipoperfusão sistêmica e hipóxia celular. Portanto, pode ser causada pela redução do débito cardíaco ou pela redução do volume de sangue circulante efetivo.

Tipos de Choque

Choque cardiogênico

Resulta da falência da bomba cardíaca. Desse modo, pode ocorrer devido a dano do miocárdio (infarto), arritmias ventriculares, compressão extrínseca (Tamponamento cardíaco) ou obstrução do trato de saída dos ventrículos (embolia pulmonar).

Choque Hipovolêmico

Causado pela perda de sangue ou plasma. Portanto, ele pode ser decorrente de hemorragia, perda de líquido por causa de queimaduras graves ou trauma.

Choque Séptico

Originado por infecções microbianas.

Choque Anafilático

Resulta de uma reação de hipersensibilidade envolvendo a imunoglobulina E.

Portanto, gurunauta, se esta afim de conhecer mais sobre a patologia geral, não deixe de acompanhar nosso blog. Pois nessa seção, você verá imagens e assuntos pouco abordados em sala de aula, que vão te auxiliar na sua vida acadêmica. Te espero aqui, mete bronca!!

Outros Artigos

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos!

contato@meuguru.com

CNPJ 42.269.770/0001-84

Nos siga nas redes!