Lei de Ohm

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos!

Antes de falarmos da Lei de Ohm, se faz de suma importância falar de Georg Simon Ohm.

Georg Simon Ohm, alemão, filho de serralheiro, iniciou a carreira como professor de matemática, chegando a publicar um tratado de Geometria.

Mas, a partir de 1822, entusiasmado com as descobertas da época, passou a se dedicar ao estudo da eletricidade.

Além de bons conhecimentos em matemática, tinha habilidade como experimentador que desenvolvia com o pai na serralheria.

Ohm estabeleceu teoricamente a lei, que leva seu nome, em 1827. Ele assemelhava a corrente elétrica ao movimento de um líquido em um canal, comparando a diferença de potencial à de nível do líquido.

Trabalhando em uma época em que os fenômenos elétricos eram desconhecidos, ao enunciar sua lei, definiu com clareza a resistência elétrica de um condutor.

Foi ele mesmo quem demonstrou que a resistência de um condutor é diretamente proporcional ao seu comprimento e inversamente proporcional à área de sua seção transversal.

Dedicou-se também à óptica e à acústica, mas nessas áreas não realizou trabalhos da mesma importância, como na eletricidade.

Portanto, a lei de Ohm é uma fórmula matemática que estabelece a relação entre as três grandezas fundamentais da eletricidade: a corrente, a resistência e a tensão (tensão: também conhecida como diferença de potencial).

As grandezas elétricas são representadas por símbolos (letras), como a seguir.

Enunciado da primeira Lei de Ohm


TENSÃO 

– A diferença de potencial entre os terminais de um circuito é igual ao produto da resistência desse circuito pela intensidade da corrente elétrica que passa por tal circuito.

Exemplo:

Num circuito elétrico, uma corrente de 25 A ao passar por um resistor de 6 ohm, provoca uma diferença de potencial elétrico de 150 V no resistor.

Matematicamente temos,

Fórmula da Lei de Ohm

CORRENTE

– A intensidade da corrente elétrica que percorre o circuito é igual à divisão da diferença de potencial entre os terminais desse circuito pela resistência ohmica que esse circuito apresenta à passagem da corrente elétrica.

Exemplo:

Num circuito, quando aplicamos uma tensão de 220 V sobre os terminais de um resistor de 11 ohm, circula uma corrente elétrica de 20 A.

Matematicamente temos,

Outros Artigos

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos!

contato@meuguru.com

CNPJ 42.269.770/0001-84

Nos siga nas redes!