Rejeição de órgãos

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos!

Inicialmente, a rejeição de órgãos ocorre quando há uma baixa compatibilidade entre um novo órgão inserido ao organismo e ao organismo de uma pessoa.

Para compreender esse tema gurunauta, você deve entender que há vários problemas de saúde que podem culminar na incapacidade de funcionamento do órgão. E, por essa razão é necessário que ocorra um transplanta para que o órgão se torne novamente eficiente.

A pessoas que possuem o funcionamento dos órgãos comprometidos inicialmente já sofrem com a dificuldade de encontrar um doador compatível. E, isso se define pelo fato de que é bastante difícil a compatibilidade.

E, esse problema culmina na possibilidade de rejeição de um novo orgão.

Rejeição de órgãos e o sistema imunológico:

Vamos entender um pouquinho mais sobre o sistema imunológico e como ele tem o papel decisivo na rejeição de órgãos?

A rejeição se define por ser a atuação do sistema imunológico no receptor que não reconhece o novo órgão ou também não reconhece a produção de determinado anticorpo. E, dessa forma, esse processo pode ocorrer em qualquer situação de transplante.

Ao mesmo tempo há diferença da intensidade do ataque do sistema imunológico e isso se determina pelo ataque, que pode ser intenso ou de modo leve. Dessa forma, tem-se que pode provocar ate mesmo a morte do paciente.

Por conclusão, a morte do paciente se define como algo raro. Mas, que já se tem a ocorrência! Atualmente, há muitos estudos que visam essa diminuição de incompatibilidade.

Rejeição de órgãos e imunossupressores:

Hey, gurunauta! Até aí você conseguiu compreender?

Então, agora você deve entender as questões que regem a utilização de medicamentos imunossupressores, os quais possibilitam a diminuição da atuação do sistema imunológico contra o órgão.

Logo depois do transplante, há o controle geral da quantidade de anticorpos em nosso organismo. E, dessa forma ocorre a diminuição de modo específico da atividade do sistema imune.

Posteriormente, independente do antígeno que é especifico, há a atuação de medicamentos os quais necessitam de retroalimentação, e também se permeiam por reações imunológicas de modo especifico.

Leia mais artigos escritos por mim no blog da MeuGuru:

https://blog.meuguru.net/hipotese-autotrofica/

https://blog.meuguru.net/marcapasso/

Venha entender mais sobre a rejeição de órgãos por meios dos artigos:

HERTL, M. Considerações gerais sobre transplantes. Disponível em: <https://www.msdmanuals.com/pt-br/casa/doen%C3%A7as-imunol%C3%B3gicas/transplante/considera%C3%A7%C3%B5es-gerais-sobre-transplantes>. Acesso em: 16 fev. 2023.

https://www.msdmanuals.com/pt-br/casa/doen%C3%A7as-imunol%C3%B3gicas/transplante/considera%C3%A7%C3%B5es-gerais-sobre-transplantes

WESTPHAL, G. A. et al. Guidelines for the assessment and acceptance of potential brain-dead organ donors. Revista Brasileira de Terapia Intensiva, v. 28, n. 3, 2016.

https://www.scielo.br/j/rbti/a/R7rGGHpRV6fmBZYDzHpfrPS/?lang=pt

Imunologia dos transplantes. [s.l: s.n.]. Disponível em: <https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/5041751/course/section/5906871/Transplante.pdf>.

https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/5041751/course/section/5906871/Transplante.pdf

Outros Artigos

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos!

contato@meuguru.com

CNPJ 42.269.770/0001-84

Nos siga nas redes!