Entenda o eletrocardiograma (ECG)

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos!

Seja paciente ou médico, é essencial que se entenda o eletrocardiograma (ECG) como um exame extremamente importante para a interpretação do ritmo cardíaco e detecção de isquemia do coração, como uma ferramenta inestimável para identificação de anormalidades cardíacas.

Entenda o eletrocardiograma (ECG)

Entenda o que é o Eletrocardiograma?

Inicialmente, o eletrocardiograma (ECG) é um exame que detecta a atividade elétrica do nosso coração.

O eletrocardiograma mede a atividade elétrica do nosso coração. Sendo usado como triagem básica para acompanhar a saúde do coração do paciente e, do mesmo modo, encontrar indícios de cardiopatias ou alterações.

Como é feito o ECG?

Primeiramente, para fazer o ECG, o paciente precisa ficar em repouso, deitado e com o tronco nu. Idealmente, o paciente não deveria ter se exercitado nos 10 minutos ou fumado nos 30 minutos anteriores ao teste.

Logo, o exame é feito colocando eletrodos o tórax e quatro pás com eletrodos no pulso e no tornozelo. Algumas vezes, poderá ser posto gel entre cada eletrodo e a pele para aumentar a condutividade.

As vezes, pode haver seis pás de eletrodos presas ao tórax substituídas por borracha com base metálica, fixadas à pele por meio de um vácuo, como ventosas.

Posteriormente os eletrodos são colocados no paciente e a uma máquina que fará a leitura da atividade elétrica do coração. Não se preocupe, não há risco de entrar em choque durante o exame, pois o eletrocardiograma não representa nenhum risco à saúde.

Aliás, se o paciente tiver muitos pelos no peito deverá raspar primeiro para colocar os eletrodos.

Em suma, o exame é muito rápido. Quando tudo estiver pronto, os resultados ficarão prontos em segundos. Ao captar os sinais elétricos, a máquina reproduz o traçado no papel. Se você busca saber mais: EC: o que é e como realizar?

Entenda o eletrocardiograma: vamos analisar o ECG?

Enfim, para detectar problemas no ritmo cardíaco, pode ser necessário repetir o ECG ou realizar outros exames, como ecocardiograma, monitor Holter ou exames mais complexos. No entanto, um resultado normal não exclui a presença de doença cardíaca. Consequentemente, uma avaliação médica geral é importante. Assim sendo, a classificação geral do exame é separada em:

  • Resultados normais de ECG: Costumeiro de 60 a 100 batimentos por minuto (bpm).
  • Resultados anormais: quando o batimento cardíaco é muito lento (abaixo de 60 batimentos por minuto); ou muito velozes (mais de 100 batimentos por minuto).

Além disso, o exame deve considerar:

  • Visualize a frequência e a amplitude do ECG no exame ou computador;
  • em um cardiograma bem feito a velocidade é de 25 mm/s, enquanto a amplidão deve ser de 1 mV por 10 mm;
  • é essencial observar as 12 derivações do teste além de avaliá-lo como um todo, bem como os sintomas do paciente.

Seja como for, os médicos e responsáveis da saúde consideram outros fatores, porém, com estas dicas será possível adquirir uma leve interpretação do exames. Se você busca mais detalhes, um artigo recomendado é: Como ler, interpretar eletrocardiograma: importância, passos e desafios

Veja outras publicações: Desmitificar o câncer: conheça a doença

Outros Artigos

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos!

contato@meuguru.com

CNPJ 42.269.770/0001-84

Nos siga nas redes!