Gramática: “VER” ou “VIR”?

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos!

Gramática: Hoje vamos tocar em uma assunto que gera alguns dos “erros” mais comum que muitos falantes da nossa língua cometem. O uso de “ver” ou vir”.

O erro se dá, geralmente em duas formas, quando usamos:

  • Se eu ver ou se eu vir?
  • Quando eu ver ou quando eu vir?

Todavia, para garantir que você não cometa esse erro, basta lembrar que o verbo ‘ver’ deve ser conjugado no futuro do subjuntivo. Portanto, esse tempo verbal sinaliza a possibilidade ou hipótese de uma ação que pode ocorrer no futuro. Vamos explorar essa construção verbal de uma forma mais detalhada.

Ok, mas antes… Uma pequenina revisão sobre verbos

Em nossa jornada pela gramática, é fundamental compreender os modos e tempos verbais, pois eles desempenham um papel essencial na expressão de ações e eventos na nossa língua.

Entretanto, os modos verbais representam as diferentes maneiras pelas quais um fato pode ser expresso. Temos três modos principais: o Indicativo, que denota fatos concretos e certos; o Subjuntivo, usado para situações duvidosas e hipotéticas; e o Imperativo, que transmite ordens, proibições e pedidos. Além dos modos verbais, temos os tempos verbais, que estão relacionados ao momento em que uma ação ocorre.

gramática
Gramática: VIR ou VER? Será que vou ou vejo? kkkkk

Assim…

É essencial relembrar como se faz a conjugação do verbo ‘ver’ no futuro do subjuntivo:

  • Quando/Se eu vir
  • Quando/Se tu vires
  • Quando/Se ele/ela/você vir
  • Quando/Se nós virmos
  • Quando/Se vós virdes
  • Quando/Se eles/elas/vocês virem

Agora que relembramos a conjugação, de imediato, já vemos a questão que frequentemente gera dúvidas diz respeito à conjugação dos verbos ‘ver’ e ‘vir’ no futuro do subjuntivo. A confusão surge devido à semelhança entre as formas dos dois verbos na 1ª e na 3ª pessoa do singular deste tempo verbal.

No entanto, é importante destacar que a forma correta de utilizar o ‘ver’ é quando se deseja expressar a ideia de ‘olhar’, ‘enxergar’ ou ‘notar’. Portanto, dizemos ‘quando eu vir‘ e ‘quando/se você vir‘, evitando a forma errônea ‘quando/se você ver’.

Não pararemos assim, pois, a gramática é gigante!

Aproveitando a oportunidade, vamos relembrar como se conjuga o verbo “vir”, que se refere a deslocar-se de um local a outro ou chegar a um local, no futuro do subjuntivo:

  • Quando/Se eu vier
  • Quando/Se tu vieres
  • Quando/Se ele/ela/você vier
  • Quando/Se nós viermos
  • Quando/Se vós vierdes
  • Quando/Se eles/elas/vocês vierem

Contudo, é importante notar que, quando se trata do verbo “vir”, a forma correta é dizer “quando você vier”, pois, essa distinção na conjugação é crucial para evitar confusões.

“Bizu” final sobre gramática

Ainda sim haverá confusões na conjugação dos verbos “ver” e “vir” no futuro do subjuntivo, lembre-se de que, nesse tempo verbal, o radical do verbo “ver” se transforma em “vir”, enquanto o radical do verbo “vir” se torna “vier”essa regra também se aplica aos verbos derivados desses dois verbos.

Agora, como identificar se um verbo é derivado de “ver” ou “vir”? É simples. Verifique se a primeira pessoa do singular do presente do indicativo termina em “vejo”, como, por exemplo, em “rever” (eu revejo) e “prever” (eu prevejo). Para os verbos derivados de “vir”, confira se a primeira pessoa do singular do presente do indicativo termina em “venho”, como em “provir” (eu provenho) e “intervir” (eu intervenho).

Uma particularidade importante é que a primeira pessoa do plural do pretérito perfeito do indicativo do verbo “ver” é idêntica à primeira pessoa do plural do presente do indicativo do verbo “vir”, ambos apresentando a forma “vimos”, porém, a diferença está no contexto em que esses verbos são usados.

Referência:

Veja Mais:

Outros Artigos

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos!

contato@meuguru.com

CNPJ 42.269.770/0001-84

Nos siga nas redes!