Python 3: Fazendo scripts com ifs – A.py 3

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos!

O Python 3 é de longe a linguagem queridinha por muitos programadores e desenvolvedores. Decerto, foi sabendo disso que nós iniciamos a série aprenda Python aqui na MeuGuru a qual vamos então renomear para A.py para termos uma notação bem mais simples beleza gurunauta?. Então, esse é o texto três da série aprenda Python: A.py. Com efeito, em vez de introduzirmos novos aspectos da linguagem decidimos elaborar um tutorial, com passo a passo, para que você consiga entender como deve pensar para desenvolver seus próprios códigos.

Nesse sentido, hoje nosso artigo é voltando para a prática. com uso de estruturas condicionasi, os famosos ifs. Isso mesmo gurunauta, hoje vamos colocar a mão na massa e vamos programar juntos códigos simples que te farão treinar e entender um pouco mais da lógica de programação (tema que logo logo vamos fazer um artigo especializado). Então, vem comigo que hoje vamos ver dois problemas simples e interessantes que podem ser resolvidos com o que você já sabe e aprendeu nos artigos aqui da nossa série Aprenda Python.

A importância de saber modelar um problema em um código

A modelagem é uma etapa crucial no processo de programação. Decerto, ela desempenha um papel fundamental na criação de soluções eficientes e bem estruturadas. Com efeito, ao modelar um problema, os desenvolvedores são capazes de compreender completamente os requisitos e as restrições, identificar as melhores abordagens e selecionar as ferramentas adequadas para a tarefa em questão.

A modelagem permite que os programadores organizem suas ideias de forma coerente e lógica. Assim, ao dividir o problema em partes menores e mais gerenciáveis, é possível criar uma estrutura clara e compreensível. Em verdade, isso facilita a escrita do código e também a manutenção posterior, tornando o processo mais eficiente e menos propenso a erros.

Além disso, a modelagem ajuda na escolha das estruturas de dados e algoritmos apropriados. De fato, ao analisar cuidadosamente o problema, é possível identificar as melhores maneiras de armazenar e manipular os dados. Assim, esse processo leva a um código mais otimizado, com menor uso de recursos e maior desempenho.

Vantagens de usar Python 3

Com efeito, o Python 3 (versão 3.10 ) é a mais recente versão da linguagem dessa linguagem de programação. Nesse sentido, trabalhar com Python 3 te coloca essencialmente na posição mais moderna da linguagem, além de que há suporte para essa versão, ou seja, constantemente há atualizações e melhorias que vem sendo implementadas pelos desenvolvedores.

Tendo isso em vista, segue que sempre vamos empregar essa versão da linguagem. Em particular, os códigos a seguir irão ser desenvolvidos nessa versão da linguagem.

Python 3 na prática – apresentação dos problemas

Então, agora que já te explicamos por que de fato é importante que você saber modelar problemas vamos a três problemas que podem ser resolvidos com Python. Com efeito, esses problemas são na verdade motivadores para você iniciar no estudo das estruturas condicionais, onde estão os famosos ifs e elses. Nesse sentido, vamos aos seguintes problemas.

  • Problema 1. Nesse problema você deve elaborar um algoritimo que seja capaz de decidir se um dado número é par ou ímpar.
  • Problema 2. Faça um programa que ao recebe dois números do usuário. A partir disso, seu programa deve ser capaz de decidir a relação de ordem entre os dois números (Se são maiores, iguais ou menores). Ademais, o programa deve exibir qual é a relação existente entre os números.

Resolvendo o problema 1 em Python 3

O primeiro problema é essencialmente simples e é bem conhecido por quem está aprendendo a programar. De fato, elaborar um algorítimo que decida se um número é par ou ímpar é um problema elementar. Bom, vamos então descrever qual deve ser a lógica a ser utilizada no desenvolvimento desse código.

  • Etapa 1. O programa deve ter um número como padrão (esse número deve ser um número inteiro pois a divisibilidade só se faz sentido no conjunto dos inteiros, logo temos uma variável do tipo int.).
  • Etapa 2. Ademais, deve-se ter um tipo de tomada de decisão que permita o programa escolher se o número é par ou ímpar.
  • Etapa 3. Com efeito, o critério que vamos usar é a exata definição matemática. Em particular, sabemos que um número é par se ele é divisível por 2. Todavia, isso ainda quer dizer que o resto da divisão do número por 2 deve ser 0. Isso é bem interessante uma vez que o Python já possui uma forma de fazer isso diretamente. Decerto, dados dois números a e b o resto da divisão entre eles é computado da seguinte forma: a % b.
  • Etapa 4. Então, a tomada de decisão será do tipo: se o resto da divisão do número escolhido por 2 for zero então o número é par caso contrário, o número será impar.

Explicando estruturas condicionais.

Frente a descrição feita anteriormente, é possível elaborar o seguinte código como solução.

Código básico em Python 3 para determinação se um inteiro é ímpar ou par.

Nesse código introduzimos as estruturas ifs. Com efeito, ainda não conversamos sobre elas porém, dada sua simplicidade podemos fazer isso agora mesmo. De fato, uma estrutura if/else é uma estrutura condicional, isto é, ela estabelece uma condição para que uma ação seja feita. Logo, a sintaxe da escrita é sempre a seguinte:

  • if condição a ser cumprida:
    • ação que o código realiza se a ação for satisfeita.

No Python 3 não usamos chaves { } ou notações especificas para deixar claro que a condição seja referente ao dado if. Na verdade, o que deixa claro e especifica que a condição pertence ao if é ela estar identada com o if da forma como segue no código acima.

Ademais, aqui introduzimos outras notações importantes. Em particular, veja que usamos o símbolo de == que significa igual, diferentemente do símbolo = que refere-se apenas a dizer que a variável n recebe um valor inteiro que é um input do usuário como segue da primeira linha do código. Além disso, veja que usamos ainda o símbolo != que quer dizer diferente, usamos esse símbolo para negar uma condição, no código ele é usado para dizer o seguinte: Se n não tem resto zero quando dividido por 2 então o programa executa a linha print(“O número não é ímpar”).

Solução do problema 2 em Python

Agora vamos a solução do problema 2. Em verdade, esse programa é bem parecido com o problema 1. De fato, você verá aqui que quando entende-se a lógica de programação fica bem mais fácil e natural escrever esses códigos. Com efeito, nesse código vamos usar a seguinte lógica:

  • O programa irá receber dois números do usuário (como não temos restrição esses números serão inteiros e logo deverão ser variáveis do tipo float).
  • Em seguida, faremos três estruturas ifs uma para cada condição onde usaremos os quantificadores:
    • > que denota maior que,
    • < que denota menor que,
    • == que denota igual.
  • Em cada condição haverá um print associado a resposta que o programa deverá fornecer.

Então, com isso em mente é possível escrevermos como solução o seguinte:

Código básico em Python 3 para determinação da relação de ordem de dados dois números.

nesse código que resolve nosso problema usamos uma estrutura nova chamada else. Com efeito, o else é empregado sempre após um if e ele é entendido e deve ser lido como um “se não”. Isto é, quando a estrutura do if não é satisfeita, o comando da estrutura else é satifeito. Logo, o bloco acima é lido da seguinte forma: se n for menor que m tem-se o print da mensagem SE NÃO(else) o programa executa a linha print(“os números são iguais”).

Outra solução para esse problema pode ser usar o quantificador == e então o else é substituido por um if n ==m: print(“os números são iguais”).

Referências

Outros Artigos

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos!

contato@meuguru.com

CNPJ 42.269.770/0001-84

Nos siga nas redes!